Blog

Escritório virtual reduz custos do empreendedor em até 70%

por Frezarin Escritório Virtual em 03/07/2015

Em tempos de home office, a necessidade de fazer reuniões presenciais com clientes leva cada vez mais profissionais que trabalham em casa a procurar o serviço dos chamados escritórios virtuais - estrutura que será seu próprio escritório durante o curto período ocasional que precisar. Além de comodidade, esses escritórios garantem um corte de até 70% nos custos mensais dos empreendedores.

Manter um escritório físico fixo é mais caro do que parece, e pode mesmo ser um obstáculo aos empreendedores, de acordo com a diretora do Escritório Virtual, Rosana Marques. "Pensando nessas questões, resolvi montar a minha empresa Escritório Virtual, para atender a esse nicho em crescimento de empreendedores que trabalham em casa", afirma Rosana, pioneira na Bahia ao oferecer o serviço há mais de 20 anos.

"O escritório virtual é uma estrutura que vai oferecer ao empreendedor não só espaço para reuniões, como também telefone com atendimento personalizado, é quase como se você tivesse sua própria secretária", afirma. Além disso,  correspondências comerciais podem ser enviadas para o escritório virtual, que redirecionará tudo para o cliente.

Menos despesas

"São benefícios que vão além da  necessidade de um espaço para realizar ações profissionais ocasionais", explica o coordenador de comércio e serviço do Sebrae, Ítalo Guanais. "Você terá um espaço para recorrer tendo um baixo custo no processo. Comparando um escritório físico fixo com um escritório virtual, o empreendedor conseguirá cortar 70% do que seria seu gasto mensal", explica.

O diretor da empresa de recursos humanos Decisão RH, Edilberto Reis, utiliza do escritório virtual há 13 anos e conta que dentre as principais vantagens está o corte de profissionais que você precisaria manter caso tivesse um escritório fixo.

"Manter um escritório exige outros detalhes, como profissionais de limpeza do espaço, profissionais de manutenção e até mesmo é necessária uma atenção com a mobília do local, que precisa de troca por causa do desgaste, por exemplo", explica o empresário.

E para quem está apenas começando seu negócio, essas questões podem ser ainda mais problemáticas. "O modelo de escritório virtual é positivo sobretudo para quem quer começar seu negócio agora e não tem como investir", afirma Guanais.

"Montar e manter um escritório é algo bastante caro. E isso para o microempreendedor é ainda mais sensível", afirma o diretor da Regus Brasil, Otávio Cavalcanti. A empresa, que atualmente oferece esse espaço "virtual" em 10 estados, reflete também a necessidade de empresas médias ou grandes terem filiais em outros estados.

"Enxergamos que há mesmo essa necessidade de a empresa estar presente em outras cidades, ter "filiais", mas isso é caro de se manter", afirma a diretora da Escritório Virtual, que tem um espaço montado em Lauro de Freitas.

Vale a pena?

Apesar das várias vantagens, sobretudo financeiras, que o escritório virtual pode proporcionar, é necessário atenção quanto ao tipo de negócio que você mantém. "Não é todo microempreendedor que tirará vantagem de um escritório virtual. A depender de sua necessidade de encontros físicos, seja com clientes ou funcionários, o gasto que você terá com escritório virtual pode não valer a pena", afirma Guanais. De acordo com ele, alguns negócios funcionam melhor em um ambiente físico e fixo, de uso diário, e é necessário atenção quanto a isso.

"O escritório virtual  é  usado para fortalecer a imagem corporativa do microempreendedor que  trabalha em home office", conta Cavalcanti. Guanais acredita que esse é um dos principais benefícios do escritório virtual, mas, para que isso aconteça, o empreendedor precisa ser criterioso na hora de escolher a empresa ideal.

"Você precisa ler com atenção o contrato e saber o que está incluso no pacote que você está pagando. Pese se o local do escritório virtual vai realmente beneficiar a imagem de sua empresa", diz. Existem pacotes a partir de R$ 99.

Foto: Rosana criou empresa para atender quem trabalha em casa
Fonte: http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/1692449-escritorio-virtual-reduz-custos-do-empreendedor-em-ate-70